Ukraniana radicada em Cotia após fugir da 2ª Guerra completa 99 anos

Ela tem muitas histórias para contar. Muitas, de um passado difícil, de horror e perseguição por parte dos nazistas.

Nadja Sanowiak (à direita na foto, ao lado da filha Lúcia) completou 99 anos neste mês de outubro. Ela nasceu na Ukrânia em 1918 e está no Brasil desde 1945. Durante a Guerra, foi da Ukrânia para a Alemanha, onde trabalhou como cozinheira.

Estima-se que cerca de 6 milhões de cidadãos da Ukrânia foram mortos nos combates, inclusive soldados soviéticos que eram ukranianos étnicos.

Nadja fugiu dos horrores da 2ª Guerra com o marido Stephano, com quem se casou na Áustria. Lá souberam que muitos refugiados estavam indo para o longínquo Brasil, em busca de paz e oportunidades de trabalho. Em um navio lotado de refugiados, desembarcou no Brasil em 1945. Foi morar e trabalhar no Rio de Janeiro e também Minas Gerais. Depois de alguns anos a família se instalou em Ibiúna e em 1959, mudou-se para a Vila São Francisco, um bairro ainda pequeno e começando a ser habitado em Cotia.

nadjaAli no bairro criou os filhos e se identificou com a cidade. A família chegou a ter comércio no bairro por muitos anos. O marido Stephano, sempre foi bom de papo e alegrava a criançada, jovens e amigos da Vila, contando suas histórias. O Sr. Stephano, que trabalhou muitos anos no DER – Departamento de Estradas de Rodagens, faleceu há 29 anos.

Dona Nadja, que é corintiana, completou 99 anos no dia 5 e ficam aqui as homenagens da equipe do Jornal Cotia Agora.