Psicóloga Regiane Campos: Como transformo minha mente em uma aliada?

Por que algumas pessoas conseguem o que querem e outras não?
Você já se deparou com esta dificuldade? Pior que isso é encontrar alguém que conseguiu!
O que será que há de diferente em nós para que algumas pessoas consigam os resultados desejados e outras não?

Mente humana: Aliada ou Inimiga?

Algumas vezes nos deparamos com situações aonde um resultado vem com tanta facilidade que até nos assustamos, assim como o contrário infelizmente também acontece.
Será por que nossa mente decidiu assumir o papel de inimiga?

O cérebro humano é uma maravilhosa máquina. Tão esplêndida que nenhum robô conseguiu reproduzi-la em sua totalidade. São muitos algoritmos que compõem este poderoso órgão humano que mesmo com toda a evolução da neurociência e da neuroengenharia tal feito ainda não foi possível.

Agora você sabia que mesmo com todo este poder, somos nós, homens e mulheres que dirigimos nosso cérebro.
Portanto o que dá certo ou errado para mim é resultado do meus pensamentos e ações.

Por que procrastino?

Você já ouviu falar em procrastinação? A procrastinação é um comportamento de adiar a realização de coisas que são importantes para nós. O exemplo clássico é o início da dieta, da faculdade, de uma mudança de emprego. Sabe quando dizemos: Na 2ª feira, o ano que vem eu (re)começo?

Pois é, quando definimos um momento para uma mudança importante para nós, encontramos um resposta aceitável (para mim e para o outro) sobre o motivo de não fazer o que precisa ser feito.

Temos consciência disso? Geralmente não. E isto acontece porque se tivermos o conhecimento, poderíamos sofrer mais do que estamos sofrendo; já que a sensação de fracasso pode ser insuportável.

Por que ajo assim?

A principal emoção nestas situações é o medo. Medo de falhar, de não ter a qualificação necessária, de não ser aceito.
O medo é uma emoção universal que nos manteve vivos enquanto espécie todavia, a evolução humana aconteceu tão rapidamente que nosso cérebro não conseguiu se adaptar a estas variações por isso, diante de perigos que não colocam mais a vida em risco, muitas vezes continuamos a nos paralisar.

E é aí, que uns conseguem e para outros, é simplesmente impossível.

Como lido com meu medo?

É preciso enfrentar crenças limitantes que trazemos. As crenças limitantes são “verdades” que aprendemos e por não parar para questioná-las levamos como faróis, que nos guiam para a terra.
Posso dar aqui infinitos exemplos de crenças limitantes mas, vou me ater a alguns poucos. Já te disseram: As pessoas que saíram desta empresa se deram mal. Depois dos 40 o metabolismo fica tão lento que não conseguimos emagrecer. Essa área não é para mulheres trabalharem. Homem não pode chorar nem usar roupas rosas.

Quando me dou a possibilidade de pensar e questionar minha crenças posso ter surpresas boas, sobre minha capacidade.
Um outro comportamento muito comum quando o medo está desregulado é o controle. Essa sensação, por menor que seja de que podemos controlar a vida, nos mantem na situação presente, pois em nosso cérebro pode passar o pensamento: Em time que está ganhando não se mexe.

Por fim, quando tentamos impedir a vida de seguir seu ciclo natural adoecemos e isto se manifesta através dos ataques de pânico e ansiedade.
Um bom treino quando estiver com muito medo é: olhe para as pessoas que estão ao seu redor e verificar como elas estão reagindo. Isso dá informações para você avaliar se o medo que está sentindo é real (quando todos sentem) ou fruto das nossas emoções.

* Regiane Campos – CRP 06/ 58579 – Psicóloga Clínica e Consultora Executiva escreve para o Jornal Cotia Agora.
Telefone: 9-9003-3346  www.harmonizegestaoemocional.com.br  Instagram: www.instagram.com/regianecamposgestaoemocional/  Youtube: http://bit.ly/regianecamposgestaoemocional
Facebook: https://www.facebook.com/pg/regianecamposgestaoemocional/ 
email: [email protected]
É certificada pelo Conselho Federal de Psicologia para realizar atendimentos online.
Consultório 1: Estrada Basiléia, 91 Granja Viana – Cotia , próximo ao Habib’s, no início da Avenida São Camilo,
Consultório 2: Rua Arão Adler – Jaguaré , atrás do Shopping Continental e do Terminal de ônibus Vila Yara e
Consultório 3: Av Álvaro Ramos – Belenzinho, ao lado da estação de Metrô Belém.