Proibido, mas funcionando em Cotia, Uber pode ser liberado oficialmente na cidade

O aplicativo de transporte de passageiros Uber é proibido em Cotia, através de Lei de 2015, mas, o serviço é amplamente usado pelos milhares de usuários na cidade normalmente.

Agora, os vereadores da cidade, muito criticados pelo público na gestão passada pelo veto ao aplicativo, podem voltar atrás e liberar o Uber em Cotia.

O Projeto de Lei 42/2017 dos vereadores Fernando Jão e Celso Itiki, pede a volta do aplicativo na cidade. Coincidentemente, Fernando Jão é o autor da Lei que proíbe o Uber na cidade e foi muito criticado à época, principalmente nas redes sociais pelo veto ao app.

Agora o PL de sua coautoria volta à pauta e as exigências são similares às cidades que já adotaram o Uber, e do próprio aplicativo, carros novos, sedans, que tenham ar-condicionado, etc.

O PL foi lido e encaminhado às comissões para análise e aprovação. Caso passe pela Câmara, irá para sanção do prefeito Rogério Franco, que dará a “canetada” final, aprovando ou não.

Entenda o caso

Em 2015 o Uber foi proibido em Cotia, através de Lei do vereador Fernando Jão. Em maio deste ano a Justiça liberou o Uber e proibiu apreensão dos veículos pelo Demutran, GCM e PM, já que houve, segundo o aplicativo, abuso de poder na época da Festa do Peão de Cotia, com a remoção de mais de 30 veículos próximos ao recinto de eventos. Em junho, após recurso da prefeitura, a Justiça voltou a proibir o serviço.

LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO:

-Na contramão do mundo, políticos proíbem UBER em Cotia, São Paulo e mais 15 capitais

-Justiça libera UBER em Cotia e proíbe apreensão de veículos pela Prefeitura

-Prefeitura de Cotia contesta na Justiça liberação do Uber e promete app para táxis normais

-Justiça volta a proibir Uber em Cotia, mas serviço continua ativo na cidade