Parte do barranco de terreno da PM em Cotia volta a desabar por conta de obra atrasada

Mais uma vez o terreno da Polícia Militar, na esquina das avenidas Antônio Mathias de Camargo com Nossa Senhora de Fátima volta a colocar pedestres em risco.

A obra, que já está atrasada 10 meses do prazo de entrega, ficou paralisada pela terceira ou quarta vez, como mostrou o Jornal Cotia Agora em dezembro (LEIA) e com as chuvas dos últimos dias, parte da contenção da Mathias e também da avenida ao lado desabou.

Muita terra foi levada pela chuva na Rua Guido Fecchio e Cynira Cruz, entupindo também as bocas de lobo próximas. Com o volume de água, uma parte da obra da calçada também rachou e caiu.

Há funcionários da empresa responsável trabalhando no local, mas como está chovendo todos os dias, ainda tem risco de mais queda do barranco.

Um trecho isolado com fita para os pedestres na Nossa Senhora de Fátima foi realocado e o asfalto começou a ruir.

Tentamos mais uma vez contato por email com a PM, mas até o momento não obtivemos resposta sobre o que causa o atraso nas obras. O prazo de entrega da obra era para o final de março de 2021.