Na semana que completa 49 anos, Parque Cemucam tem sinais de abandono e frequentadores querem uma solução

O abandono do Parque Cemucam já foi tema de matérias aqui no Jornal Cotia Agora desde meados de 2016, quando os contratos com as empresas de segurança, manutenção e limpeza do local venceram e não foram renovados pela Prefeitura de São Paulo, na gestão Fernando Haddad (PT), causando insegurança e revolta nos frequentadores.

cemu96De lá para cá o parque sofre com vários problemas e, agora, com novo prefeito (João Dória-PSDB) a promessa foi de regularizar a situação de todos os parques municipais da Capital e o Cemucam, em Cotia, mas aqui nada ainda foi feito.

Neste dia 2 de março o Parque completou 49 anos, mas, o que se vê neste momento é um panorama triste e de abandono, com muito mato, lixo e a falta de funcionários, já que a licitação para a contratação de nova empresa para limpeza e manejo está atrasada.

Para piorar, o mato nas áreas de lazer cresceu e isso atrai cobras, que saem de seu habitat e passam a “frequentar” local do público e as trilhas, também por causa do calor, que propicia esses “passeios” dos répteis.

Flagrante de uma cobra na trilha
Flagrante de uma cobra na trilha 

Também há a questão das árvores que caíram durante uma tempestade em outubro de 2016, que se encontram no caminho dos frequentadores. (LEIA MATÉRIA).
O lixo aos finais de semana se acumula por não ter coleta e, também, pela falta de educação de algumas pessoas que jogam embalagens de tudo que é tipo de produto no chão, atraindo ratos. Não há mais produtos de limpeza e sacos de lixo, sem contar a sujeira e o mau cheiro dos banheiros.

Além disso, frequentadores reclamam que a segurança (que voltou ao parque ainda no final de 2016 com apenas 50% do efetivo depois de um tempo suspensa pelo mesmo motivo) não está 100% e casos de assaltos nas trilhas vem ocorrendo, principalmente em ciclistas, onde bicicletas são levadas em plena luz do dia por bandidos que passaram a frequentar o parque, sabendo da fragilidade na segurança.

cemu97Um dos usuários, o sindicalista Alex da Força, reforça o coro de que o parque precisa de uma ação urgente e fez contato com a Prefeitura de São Paulo expondo os problemas que afetam o funcionamento do local e cobrou a vinda de equipes de emergência para os serviços mais necessários, até que a licitação seja concluída e também desabafa, principalmente sobre a falta de consciência de frequentadores: “Algumas pessoas que usam o parque não fazem o descarte correto do lixo e jogam comida no chão, atraindo ratos, e consequentemente as cobras, que se alimentam deles“.

O Conselho Gestor do Parque Cemucam tem feito suas reivindicações junto à Secretaria do Verde e Meio Ambiente da Capital.

Reunião e dossiê para cobrar ação da prefeitura

Nesta quinta-feira (2) houve uma reunião na Granja Viana para discutir os problemas e cobrar uma solução. 12 membros da Associação dos Amigos do Parque Cemucam discutiram a atual situação e tomaram decisões. Será criado um dossiê com informações e imagens do que vem ocorrendo no parque desde o ano passado para ser entregue ao secretário do Verde e Meio Ambiente, Gilberto Natalini. Os membros também querem a presença do secretário no parque para ter a real situação do que está ocorrendo, disse Carlos Nascimento, um dos membros do Comitê Gestor.

O Jornal Cotia Agora entrou em contato com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente, cobrando uma posição em relação ao abandono do parque e recebemos a seguinte nota da assessoria de imprensa:

A equipe da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, incluindo o próprio secretário Gilberto Natalini, tem vistoriado os parques da cidade, desde o início dessa nova gestão, a fim de levantar as necessidades de cada um. Na gestão passada muitos contratos de manejo, manutenção e segurança dos parques foram encerrados há meses ou estão valendo, mas com equipes reduzidas.

cemu98Esse é o caso do Parque Cemucam. O local está com contrato de manejo e manutenção reduzido, bem abaixo da necessidade do local. Por isso a sujeira e o mato alto, mencionados pela população. 

A Secretaria está trabalhando para que sejam realizados novos contratos. O edital já está pronto e aguarda a avaliação da Comissão de Licitação (que foi criada na semana passada) para possíveis ajustes. Após a aprovação desse edital, abre-se o processo licitatório. 

É importante esclarecer que, enquanto esse processo de licitações acontece, a manutenção já começou a ser realizada em muitos parques, em caráter de urgência. Alguns com a ajuda da própria população organizada em mutirões de limpeza, outros, em parceria com demais órgãos governamentais, ONGs ou com a iniciativa privada. 

No Cemucam também há esforços para negociar essas parcerias (com poder privado, com demais órgãos públicos ou com a ajuda da população), a fim de que, numa medida emergencial, possamos melhorar a situação descrita acima. Porém até o momento não há parceria confirmada. 

A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente tem trabalhado com afinco para a recuperação dos 106 parques da cidade. Em dois meses de gestão 33 deles já passaram por reformas, foram recuperados e entregues a população“.

 Fotos: Katia Baretti

LEIA MAIS:

Viveiro do Parque Cemucam volta a ter serviços de manutenção e limpeza

Abandonado por governo petista, Cemucam terá manifestação pedindo melhorias

Parque Cemucam poderá ter administração terceirizada em 2017

Conselho Gestor do Cemucam toma posse em momento crítico do parque