Falta de água no Centro de Cotia irrita comerciantes e moradores

Vazamentos na tubulação de água da Sabesp causaram transtornos para comerciantes e moradores do Centro de Cotia duas vezes em quatro dias.

No sábado, o fornecimento foi interrompido no final da manhã e só voltou por volta das 23h e pegou muita gente desprevenida, principalmente comércios do gênero alimentício, que, sem saber que faltava água, acabaram consumindo a maioria que estava em suas caixas.
No sábado entramos em contato com a Sabesp mas por causa do feriado prolongado não obtivemos resposta.
Na terça-feira (11), mais uma vez um vazamento fez com que o fornecimento fosse afetado. O Jornal Cotia Agora recebeu reclamações de moradores e comerciantes que ficam indignados por não serem avisados que vai haver corte da água.

“Trabalho com fornecimento de comida para comércios e empresas e aqui raramente acaba água e temos um reservatório pequeno. Na terça tivemos que terceirizar o fornecimento de jantar para quatro empresas para não deixar os funcionários sem comida”, relatou o comerciante Alex.

“A água acaba e ficamos sem saber, gastamos como de costume e até o que tinha na caixa foi embora. Meus filhos estudam à noite e tiveram que ir pra escola sem tomar banho e eu ainda tive que correr no mercado comprar água pra fazer a comida”, contou uma moradora do Centro.

“Tentei contato com o 195,  fui atendido, me penduraram na linha e depois apareceu uma mensagem que dizia que aquele número é só para emergência. Poxa, falta de água não é emergência? Daí entrei no site e reclamei no chat e a atendente disse que não tinha nada no sistema deles que mostrasse a falta de água e fiquei sem saber quando voltaria. Fui dormir suado, sem banho”, comentou Paulo, outro morador afetado.

O Jornal Cotia Agora questionou a Sabesp na noite de terça-feira, através de sua assessoria de imprensa. A resposta chegou às 11h45 de quarta-feira, onde a empresa justifica o ocorrido, mas se perdeu na explicação, conforme relatado abaixo:

“A Sabesp esclarece que a falta d’água ocorreu devido a um vazamento na esquina das Ruas Professor Manoel José Pedroso e Nicolau Espinosa Linhares, no centro de Cotia. O conserto foi concluído e o abastecimento está normal. A Companhia emite alertas aos clientes cadastrados sobre manutenções programadas e emergências. Para isso, basta que o morador entre em contato com o telefone 195 e atualize seu cadastro”

Nota da redação: A empresa errou na informação sobre as ruas. A Avenida Professor Manoel José Pedroso não faz esquina com a Nicolau Espinosa Linhares e ficam a uma distância de pelo menos 500 metros uma da outra.