Em operação, Polícia prende em Cotia e mais três cidades, pessoas envolvidas em venda de remédios falsos

Foi deflagrada nesta terça-feira (17) uma ação para investigar a venda de medicamento falsificado para tratamento de câncer.

A operação denominada de Sanitatem ocorreu nas cidades de São Paulo, São Caetano do Sul e Cotia visando o cumprimento de cinco mandados de prisão temporária e dez mandados de busca e apreensão contra empresários, colaboradores e empresas do ramo de medicamentos.

A investigação começou justamente a partir da denúncia de que um hospital do Piauí teria recebido medicamento falsificado para tratar um paciente com câncer. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, os médicos perceberam que a droga administrada apresentava características e coloração diferentes da usual.

O hospital imediatamente suspendeu o uso da medicação e comunicou o fato à Polícia Civil do Estado. Com o avanço das investigações, a polícia constatou que essa mesma empresa, sediada em São Paulo, já havia também comercializado a mesma medicação oncológica falsificada para hospitais e clínicas dos Estados de Goiás, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul e outros,

Ainda segundo a SSP, em Goiás, os policiais investigam quatro mortes de pacientes que teriam usado a medicação vendida pela empresa.

Entre os detidos estão um farmacêutico e empresários. O remédio era vendido para hospitais de vários estados com notas fiscais falsificadas.