Diferença de preço para tirar CNH pode chegar a R$ 800, alerta Detran-SP

Segundo o Sindicato das Auto Moto Escolas e Centros de Formação de Condutores do Estado de São Paulo, no estado uma CNH custa, em média, entre R$ 1.200 e R$ 2.000 na categoria A (moto) ou B (carro), uma diferença de 60% no preço final

Isso porque as autoescolas seguem a livre demanda de mercado e os preços não são tabelados. Dependendo da escolha, a diferença no valor cobrado entre as empresas credenciadas pode chegar a R$ 800.

No entanto, o Detran.SP não pode interferir na relação comercial firmada entre o estabelecimento e o cliente. Já as taxas cobradas pelo departamento são fixas, tais como: exame médico, psicotécnico e emissão da CNH, que somadas chegam a no máximo R$ 395 caso o aluno seja aprovado na primeira tentativa.

Por isso, antes de contratar o serviço de um Centro de Formação de Condutor para concluir o processo de formação e ter a tão sonhada habilitação em mãos, vale uma criteriosa pesquisa de mercado. Além da economia, é importante que o cidadão leia atentamente o contrato, verifique se o estabelecimento é regular e peça recomendações a conhecidos.

Para auxiliar os candidatos a tirar a habilitação, o Detran.SP disponibiliza em seu portal um tutorial completo com o passo a passo detalhado. Basta acessar a página do órgão, na área “Parceiros”, é possível ainda consultar as autoescolas credenciadas pelo departamento.

Do iG