Cotia fecha primeiro bimestre de 2022 sem nenhum caso de dengue registrado

Nesta terça-feira (15), a Vigilância Epidemiológica do Estado divulgou os dados sobre a dengue em São Paulo, referente ao mês de fevereiro. Já são cinco meses sem nenhum caso registrado em Cotia.

No mês de janeiro tiveram seis notificações e em fevereiro 13, mas nenhum caso confirmado. Desde outubro que não há registro de dengue na cidade.

2021 teve queda de casos

Conforme apurado pelo Jornal Cotia Agora, no acumulado de 2021, foram 113 notificações, sendo 32 confirmadas (27 autóctones e 5 importadas), número 34% abaixo do de 2020, quando registrou 143 notificações e 49 casos confirmados.

No mês de janeiro teve três notificações e nenhum caso confirmado. Já em fevereiro, oito notificações e quatro casos (2 autóctones, ou seja, contraído na cidade e 2 importados) e em março, 12 notificações e três casos, ambos autóctones. Abril teve 31 notificações com 14 casos confirmados (12 autóctones e 2 importados). Maio, 35 notificações e 8 confirmados (7 autóctones e 1 importado), junho (1 autóctone), julho e agosto zerados, setembro dois e outubro, novembro e dezembro nenhum.

Em 2021 ainda ocorreu a circulação do tipo 2 do vírus dengue. Assim, mesmo quem já teve dengue tipo 1, por exemplo, está suscetível a infecções, o que contribui para o aumento de casos e até mesmo para a ocorrência de quadros clínicos mais graves.

Conforme diretriz do SUS – Sistema Único de Saúde, o trabalho de campo para combate ao mosquito Aedes aegypti compete primordialmente aos municípios. O Estado presta apoio técnico, coordena ações e capacitações e com diagnóstico, por meio do Instituto Adolfo Lutz. O enfrentamento ao Aedes é uma tarefa contínua e coletiva, fundamental para evitar focos do mosquito, uma vez que cerca de 80% dos criadouros estão em residência.