Yngwie Malmsteen lança novo álbum e fará show em SP

Os fãs do lendário guitarrista Yngwie Malmsteen já não aguentam mais esperar pelo retorno do artista ao Brasil! Devido ao excelente feedback em relação ao novo álbum “World on Fire”, a grande maioria já começou a contar os dias para a única apresentação do artista no país.

Pouco mais de completar um ano de brilhante exibição no festival Monsters of Rock Brasil 2015, o músico recém integrado ao Music Hall of Fame da Suécia, desembarca, no próximo dia 27 de agosto, no Carioca Club, em São Paulo. Esta é uma realização da Dark Dimensions.

Os ingressos continuam à venda pelo Clube do Ingresso (http://www.clubedoingresso.com/yngwiemalmsteen), bilheteria do Carioca Club, Galeria do Rock (loja 255) e pontos autorizados. As entradas custam R$ 90,00 (pista meia/estudante), R$ 120,00 (pista promocional), R$ 125,00 (camarote meia/estudante) e R$ 250,00 (camarote inteira).

“World on Fire”, 19º trabalho da carreira do exímio Yngwie Malmsteen, foi lançado no último dia 1 de junho e já vem causando grande impacto principalmente na imprensa especializada. Com 11 músicas repletas feeling, arranjos e melodias inconfundíveis, o guitarrista mostra que seu talento ainda está em alta, mesmo tendo composto e gravado todas as faixas entre turnês e ensaios, nos últimos dois anos.

Este disco tem a minha cara, é puro Malmsteen! Porém, eu diria que este registro é um pouco diferente já que, pela primeira vez, eu faço todos os vocais. Eu nunca tinha feito isso antes, e desta vez, decidi cantar do meu jeito e da minha maneira de compor. Além disso, gravei todas as linhas de baixo e a maior parte dos teclados. ‘World on Fire’ é um trabalho bem avançado, com partes complexas e bem amplas. É um disco neoclássico, imperdível para quem gosta e realmente entende de guitarras bem trabalhadas!”, declarou o músico.

Yngwie Malmsteen, nome artístico de Lars Johan Yngve Lannerbäck, é considerado por para muitos fãs e críticos, um verdadeiro deus da guitarra. Nascido em 1963, na bela Estocolmo, foi extremamente influenciado pela música barroca de Bach e Vivaldi, e é conhecido por ser um dos precursores do chamado metal neoclássico, que envolve heavy metal com elementos de música clássica, criando uma atmosférica épica em suas composições.

Virtuosismo, velocidade, técnica, poses, caras e bocas, além de muito malabarismos com sua Fender Stratocaster, que emanam um poderoso som da enorme parede de amplificadores Marshall no fundo do palco, o artista ajudou a popularizar o guitar shredding dentro do rock em geral e veio a ser um dos guitarristas mais influentes do metal.