Pela primeira vez Cotia entra no ranking de “Cidade Inteligente”

O Ranking Connected Smart Cities 2020, mais importante estudo sobre cidades, destacou São Paulo como a mais inteligente e conectada do Brasil. Centro financeiro do país, a capital paulista conquistou, ainda, o 1º lugar nas categorias: Região Sudeste; Cidades com + de 500 mil habitantes; Tecnologia e Inovação; e Mobilidade e Acessibilidade.

Cotia entrou pela primeira vez na lista das 100 cidades mais “inteligentes” do País no ranking elaborado pela consultoria Urban Systems e que mapeia cidades com mais de 50 mil habitantes em relação ao potencial de desenvolvimento.

Esse índice leva em conta uso da tecnologia na gestão pública e resultados em 11 áreas, incluindo saúde, educação, economia, segurança pública, mobilidade, meio ambiente, urbanismo e tecnologia e inovação. Cada um desses eixos também deu origem a rankings específicos.

Cotia ficou em 88ª na colocação geral, com nota 29,188. Na região, apenas Barueri (13º) e Osasco (65º) estão no ranking.

Cotia ficou nas seguintes colocações nesses setores: Segurança (Não consta na lista), Urbanismo (15º), Saúde (Não consta na lista), Economia (72º), Educação (Não consta na lista), Mobilidade (Não consta), Tecnologia e inovação (88º) e Meio Ambiente (Não consta).

Todos os indicadores do Ranking Connected Smart Cities 2020 estão disponíveis em: http://conteudo.urbansystems.com.br/csc_urban_atual

Sobre o Connected Smart Cities
O Connected Smart Cities, principal iniciativa do setor de cidades e mobilidade do Brasil e um dos maiores eventos da América Latina, é realizado pela Necta e a Urban Systems e envolve empresas, entidades e governos. O evento faz parte da Plataforma Connected Smart Cities, que tem por missão encontrar o DNA de inovação e melhorias para cidades mais inteligentes e conectadas umas com as outras, sejam elas pequenas ou megacidades.

Ranking Connected Smart Cities: estudo desenvolvido pela Urban Systems, por meio de metodologia própria e exclusiva, em parceria com a Necta. Além de considerar os conceitos de cidades inteligentes, como tecnologia, meio ambiente e sustentabilidade, o Ranking considera conceito de conectividade, investimentos em saneamento, importância da educação na formação e reprodução dos potenciais das cidades e sustentabilidade econômica.