Pais denunciam perigo de incêndio em escola de Cotia e Secretaria da Educação não se posiciona

O Jornal Cotia Agora recebeu no final de semana algumas reclamações de pais de alunos da Escola Estadual Zacarias Antonio da Silva, a segunda mais antiga da cidade, que fica na Vila São Francisco.

Eles contam que há fiação elétrica exposta, os disjuntores não funcionam e o eminente perigo de curto circuito e incêndio é visível. Para piorar, há uma única saída para os alunos em caso de emergência e os hidrantes que poderiam ser usados em um incêndio estão inoperantes.

Hidrante sem mangueira
Uma mãe nos enviou o seguinte relato: “Bom dia. Gostaria de pedir a ajuda aos administradores desse jornal para divulgar uma denúncia sobre o risco de incêndio em uma escola no município de Cotia.
Funcionários da Escola Estadual Zacarias Antônio da Silva informaram aos pais durante uma reunião que foi solicitado junto a Secretaria de Educação a reforma da rede elétrica, mas que nenhuma providência foi tomada. O disjuntor do local não cai e em caso de curto circuito a escola corre grande risco de pegar fogo. Não tem extintor de incêndio no local, não tem mangueira no hidrômetro e apenas uma saída de emergência (sem sinalização). Em caso de uma possível evacuação do prédio, seria uma única saída para aproximadamente 1.500 alunos.
O Estado não tomou nenhuma providência para evitar que uma “tragédia” venha a acontecer assim como aconteceu em Santa Maria e no CET do Flamengo no Rio de Janeiro . Peço por gentileza que divulguem essa denúncia para que os órgãos competentes tomem providências obrigada. Não citamos as fontes (funcionários que alertaram sobre o risco) para não colocar o emprego deles em risco.”

O Jornal Cotia Agora entrou em contato via email com a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual da Educação, mas até a publicação desta matéria, não obtivemos nenhuma resposta e satisfação a pais de alunos e funcionários da escola.

Fiação exposta e gambiarra