New Model Army vem a SP para dois shows históricos

Sim, é verdade! A banda inglesa New Model Army está de volta ao Brasil e para duas novas apresentações históricas! A Liberation Tour Booking, produtora responsável pela vinda de grandes nomes da música internacional ao País, confirmou recentemente duas datas exclusivas na América do Sul.

O grupo formado por Justin Sullivan (vocal/guitarra), Michael Dean (bateria), Dean White (teclado/guitarra), Marshall Gill (guitarra) e Ceri Monger (baixo) resgatam especialmente toda a sua magnifica história, nos dias 9 e 10 de junho, na Fabrique Club, em São Paulo.

Serão dois shows com repertórios totalmente diferentes em cada noite. O mesmo formato ocorreu justamente na última visita deles ao Brasil em 2010 como parte das celebrações do aniversário de 30 anos do grupo, quando tocaram, ao todo, uma maratona de 60 músicas, no antigo Palace.

Os fiéis fãs brasileiros com certeza irão à loucura durante a execução de hits como “51st State of America”, “White Coats”, “Vagabonds”, “The Price”, “No Rest”, “The Hunt” (regravada pelo Sepultura), “Purity” e “Here Comes The War”, além das composições dos últimos novos álbuns “Between Dog and Wolf ” (2013), “Between Wine and Blood” (2014) e “Winter” (2016).

Os ingressos já estão à venda na Galeria do Rock (loja 255), pelo site do Clube do Ingresso (http://www.clubedoingresso.com/newmodelarmy-09-06-18 | http://www.clubedoingresso.com/newmodelarmy-10-06-18) e pontos autorizados na capital paulista, Barueri, Jandira, Osasco, Santo André, São Caetano, São José do Rio Preto, Curitiba e Rio de Janeiro (http://www.clubedoingresso.com/ondecomprar). Mais informações no sérvio abaixo.

São praticamente de 40 anos de carreira e mais de 200 músicas divididas em 15 discos! São com estes impressionantes números, que o grupo britânico New Model Army segue como uma das maiores instituições dos anos 80.

Formado na cidade de Bradford, o New Model Army surgiu na rica cena pós-punk da Inglaterra, que, entre o fim dos anos 70 e meados dos 80, revelou nomes como Joy Division, Killing Joke, Gang of Four, PIL e Bauhaus.

Com letras poéticas, existencialistas e totalmente politizadas, Justin Sullivan tornou-se um dos grandes trovadores de sua época, tratando de temas como o isolamento, crises de geração e a falta de esperança da juventude na Inglaterra que vivia sob o jugo da primeira ministra Margareth Thatcher.

Com o prestigio de acumular uma extensa discografia recheada de clássicos como “Vengeance”, “Ghost of Cain”, “Thunder and Consolation” e “The Love of Hopeless Causes”. Outros singles marcantes incluem “Purity”, “Stupid Questions” e “Living in the Rose”.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/NewModelArmyOfficial
https://www.facebook.com/liberationmcofficial
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR