Ministério Público e PM desarticulam quadrilha que planejava ataques a policiais de Vargem Grande e Cotia

Uma ação conjunta entre o Ministério Público e a Polícia Militar levou para a cadeia integrantes de uma facção que planejava ataques a policiais de Vargem Grande Paulista e Cotia.

Tanto a polícia quanto o MP, representado pelo promotor de Justiça, Ricardo Navarro, receberam informações de que os criminosos planejavam os ataques à polícia dos dois municípios, segundo apurou o Jornal Cotia Agora.

Com os suspeitos identificados e com mandados de busca e prisão, o promotor e policiais estiveram  no Jardim São Lucas, em Vargem Grande. A ação foi simultânea em três locais e além de 12 pessoas presas, inclusive menores de idade, drogas e armas foram apreendidas com os criminosos, que ainda tentaram subornar policiais.

Em uma das casas, a polícia prendeu um dos criminosos, conhecido como “Boneco”, de 28 anos, com uma pistola 765, 15 munições e ainda 19 trouxinhas de maconha. Ele confessou fazer o tráfico e indicou outro endereço, na Estrada do Espigão, onde havia mais drogas. Os policiais foram até o local e encontraram na pia da cozinha uma trouxinha de maconha, cinco pedras de crack, 28 pinos de cocaína, mais uma porção de cocaína e 78 pinos vazios. A dona da casa, G.S., disse que a droga pertencia a seu genro, J.M.B.S., 25 anos, e indicou aos policiais o local de trabalho dele, uma oficina mecânica na Rodovia Bunjiro Nakao. Os PMs chegaram ao estabelecimento e prenderam o rapaz, que confessou cometer o tráfico.

Ainda na casa de “Boneco”, a PM fez minuciosa revista e apreendeu mais 16 pedras de crack, 23 pinos de cocaína e 26 trouxinhas de maconha. Os dois traficantes foram indiciados por tráfico de drogas e porte ilegal de armas.

Paralelo a essa prisão, outros policiais e o promotor Navarro buscaram em outra casa suspeitos e drogas.  Em uma residência na Rua Mooca, os policiais encontraram drogas e prenderam suspeitos. O telefone de um deles tocou e na linha, um rapaz de apelido “Fubá” ofereceu propina de três mil reais aos policiais para que livrassem “Boneco” e a arma apreendida com ele. Os policiais fingiram aceitar a propina e logo em seguida chegaram dois rapazes, um de 18 anos e outro de 16 com R$ 1.980,00 para oferecer como suborno. Ambos foram presos. O adolescente foi liberado na presença de sua mãe  e o maior indiciado por corrupção e corrupção de menores.

Na mesma rua os policiais flagraram três rapazes, um de 18 anos e outros de 15 e 16.  O maior estava entregando drogas para os menores, cerca de 24 pedras de crack. Os dois infratores seguiram para a Estrada do Espigão e deram as drogas para P.F.S., 18 anos. Os policiais abordaram e prenderam os três. Os dois maiores de idade foram presos e os menores apreendidos e entregue aos pais. Todos os presos foram levados para a delegacia de Cotia. O caso segue sob investigação. Mais informações ainda nesta quinta-feira.

 

 

 

Foto ilustrativa