Mercado de PCs volta a crescer no Brasil

Um levantamento realizado pela consultoria IDC constatou que o mercado de PCs está voltando a crescer no Brasil.

Os dados apontam que houve um aumento de 13% nas vendas de computadores no país entre o primeiro e o segundo semestre do ano e acredita-se que os números são resultados da queda do dólar e o reaquecimento do consumo.

De acordo com o IDC, foram vendidas 1 milhão e 182 mil unidades no segundo trimestre de 2016. Destas, 436.000 eram computadores desktops, onde as vendas registraram um aumento de 10%, enquanto 746.000 eram notebooks, cuja categoria conquistou um crescimento de 15% em relação ao período anterior. Do total, cerca de 800.000 máquinas foram vendidas para consumidores finais (com alta de 12% no volume de vendas), enquanto o resto foi adquirido pelo mercado corporativo, que teve um crescimento de 14% nas vendas.

Para o analista da empresa de pesquisa de mercado e consultoria Peter Hagge, “depois de um ano e meio de queda nas vendas, o mercado de PC voltou a crescer (…) o principal fator para isso foi a estabilidade do dólar, uma vez que a grande maioria dos componentes dos equipamentos são importados”.

Apesar do otimismo, o mercado de PCs no Brasil tem que recuperar o tempo perdido: os resultados de agora são bastante inferiores aos obtidos o segundo trimestre do ano passado, quando foram comercializados 1 milhão e 637 mil computadores. A diferença entre os dois trimestres é uma queda de 28% nas vendas. A previsão do IDC para 2016 é fechar o ano com uma taxa de crescimento de 5% e 4.6 milhões de unidades vendidas nos doze meses.

Do Código Fonte – Carlos L.A. da Silva