Juíza transfere do DF para Cotia processo que envolve Alexandre Frota e senador petista

A juíza Ana Cláudia Mendes, da 1ª Vara Criminal de Brasília, decidiu transferir para a Justiça de Cotia queixa-crime movida pelo senador Humberto Costa (PT-PE) contra o ator Alexandre Frota. Costa processou Frota por atribuir ao adversário a responsabilidade por grupo do  whatsapp que disseminava conteúdo que ele achava ofensivo.

A juíza entendeu que os delitos em apuração (crimes contra honra) foram praticados em ambiente virtual, o que dificulta apontar o local de onde o conteúdo partiu. Neste caso, concluiu ela, é “razoável inferir-se que tenham partido do local onde o querelado reside. Sendo assim, declaro a incompetência deste Juízo para apreciação dos fatos, determinando a remessa, via distribuição, dos autos a uma das Varas Criminais de Cotia”, cidade onde mora o ator.

O PT tem alguns processos contra Frota, que se defendeu várias vezes, principalmente em vídeos nas redes sociais. O ator, que é filiado ao PSL – Partido Social Liberal, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, já divulgou vídeos onde se defende e também assume as críticas aos políticos do partido. (Veja)

Da Época – Com informações da redação