John Frusciante volta ao Red Hot Chili Peppers

Ninguém esperava e caiu como uma bomba. No domingo (15), o Red Hot Chili Peppers publicou uma mensagem nas redes sociais informando a saída do guitarrista Josh Klinghoffer e o retorno de (nem mais, nem menos) John Frusciante, integrante da formação clássica e mais furtiva do grupo de Los Angeles.

“O Red Hot Chili Peppers anuncia que está se separando com o nosso guitarrista dos últimos dez anos, Josh Klinghoffer. Josh é um belo músico que respeitamos e amamos. Somos profundamente gratos pelo nosso tempo com ele, e os incontáveis presentes que ele dividiu conosco”, começa a publicação. “Nós também anunciamos, com grande entusiasmo e corações plenos, que John Frusciante está retornando ao grupo. Obrigado.”

Esta é a terceira passagem de Frusciante pela banda, sendo o guitarrista entre 1988 e 1992 e entre 1998 e 2009. Na última saída, ele justificou que seus interesses musicais estavam o levando para uma direção diferente e que os exploraria em carreira solo. Ele é responsável por alguns dos instrumentais mais aclamados da banda, como dos álbuns “Blood Sugar Sex Magik” (1991) e “Californication” (1999).

Já Klinghoffer gravou dois discos com o grupo californiano: “I’m With You” (2011) e “The Getaway” (2016). Apesar da banda ter emplacado alguns hits com os trabalhos mais recentes, as guitarras do músico sofreram pressão da crítica e público, pela pressão de assumir a função de Frusciante. O Red Hot Chili Peppers planeja um álbum para 2020, que inicialmente seria lançado neste ano, mas foi adiado pelos incêndios na região de Los Angeles.

Do Metro