Jogo de estreia do Cotia FC no Paulistão é suspenso

O Cotia FC não fará sua estreia contra o Sertãozinho pelo Campeonato Paulista no domingo, como estava previsto. A falta de ‘sintonia’ entre a Secretaria de Esportes de Barueri e a Federação Paulista de Futebol acarretou na suspensão da partida, já que o Cotia havia pedido ao município vizinho, o aluguel da Arena Barueri nas primeiras partidas do clube no Paulistão da Série A-3 e a secretaria, segundo a diretoria do Cotia, não comunicou a FPF.

O Estádio Euclides de Almeida, em Cotia, está interditado há mais de dois anos e a reforma pedida pela FPF para 2015 ainda não foi concluída. O ‘plano B’ do Cotia seria justamente a Arena Barueri e um contato entre as secretarias de esportes dos dois municípios selou o aluguel do estádio. Porém, a FPF não foi comunicada e o Coronel Isidro Suita Martinez, responsável pelos estádios na federação, optou por suspender a partida.

O caso agora vai para o TJD – Tribunal de Justiça Desportiva, que vai julgar o caso. O clube será citado provavelmente na próxima segunda-feira (2) e o julgamento deve ocorrer no dia 9. Independente disso, o Cotia entra em campo no dia 4 contra o Flamengo de Guarulhos, fora de casa e aguarda a liberação do seu estádio para a partida o dia 8 contra o Atibaia.

No julgamento do TJD o Cotia corre o risco de perder os três pontos da partida contra o Sertãozinho.

Uma vistoria do Corpo de Bombeiros no estádio está prevista para esta quinta-feira (29). Além disso, após a aprovação dos bombeiros, ainda faltará o OK da FPF e do Ministério Público.