Desde julho em greve, Receita Federal de Cotia deixa de atender população

A greve de funcionários da Receita Federal já dura quase quatro meses e está causando transtornos em todo o País, principalmente nas agências.

Em Cotia não é diferente. O atendimento está prejudicado e as filas são enormes. O diretor da Jequitibá Contabilidade, José Gleilton da Silva, comenta como está o atendimento:

Nem senha tem mais e muita gente precisando protocolar ações de parcelamento, etc. Ontem fiquei rastreando senhas até as 22h. Sem chance. Eles sorteiam 10 senhas para atendimento em terças e quintas, mas é insuficiente“, disse.

Em 1º de setembro o Jornal Cotia Agora publicou o drama de quem precisa ser atendido. Na época, apenas segunda-feira e sexta-feira havia abertura para atendimento em algumas prioridades e para quem tinha agendamento.

“Se meu agendamento é terça-feira, tenho que fazer um novo, para que o sistema deixe para uma segunda ou sexta-feira. Antes de fazer as visitas agendadas ou não, é preciso confirmar as informações pelo telefone 4703-5148. Tenho clientes precisando ajuizar parcelamentos e não conseguem, pois só é feito por agendamento e sem ele e com greve, complicou“, dizia na época o contador José Gleilton.

Segundo o Sindifisco (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal), os auditores fiscais também estão em greve, e no último dia 27, houve assembleia, onde ficou decidida que a paralisação segue.

Não há previsão para o retorno à normalidade.