“Cotia Retrô” mostra o Carnaval na cidade nos anos 80

Por Beto Kodiak

O Carnaval de Cotia já teve melhores dias. Em décadas passadas, havia festa com marchinhas e bandinhas. 
 
Nos anos 80, os dois carnavais mais tradicionais e populares eram o do ginásio de esportes, o popular ‘Suvacão’ e no Arakan Club. 
 
No Arakan a folia acontecia nos quatro dias, com matinê e o baile noturno. Infelizmente não tenho fotos para registrar. 
 
No Suvacão acontecia o baile mais popular, para o povão. O ginásio era todo enfeitado pela prefeitura. A banda, que tinha o popular Corvão, Argemiro, Celso Preto, Toninho Rosa, entre outros, tinha um repertório típico de Carnaval, com as tradicionais marchinhas, além de composições do próprio Corvão. 
 
Na matinê a criançada pulava por horas, mesmo com o forte calor que deixava o Suvacão parecido com uma estufa. A noite era a vez dos adultos. Alguns se excediam nas comemorações, com o tradicional ‘sai da frente’, atropelavam quem estava no caminho. Sempre rolava algumas brigas dentro e fora, contidas pela polícia. 
 
Antes da folia no Suvacão, durante alguns anos a Gresmac (Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Alegre de Cotia) saía do centro da cidade em direção ao ginásio ou vice-versa. 
 
Muitos foliões se fantasiavam e saíam para pular o Carnaval. Lembro-me que tinha um grupo de jovens que se vestiam de mulher, como o Heleno Victor, Ito, Ademarzinho, Ivan, entre outros. Um grupo de outra geração também tinha o costume nos anos 70 de se vestir de mulher, como relembra o Dr. Roberto Savioli. Pura brincadeira. 

Não podemos deixar de ressaltar que o Carnaval cotiano na época do Ivo era bem agitado. Outros prefeitos até tentaram fazer algo semelhante, mas não foi igual.

Os relatos de Carnaval na cidade são antigos. Lembro de meu avô Nhonhô contando das marchinhas nos anos 20 e 30. Meu pai também conta de outras épocas e muitos relatos de amigos de famílias tradicionais de Cotia, mas este é um capítulo que estou montando para outra edição do “Cotia Retrô”.
 
Ainda aconteciam bailes nos outros clubes da cidade, como Santa Cruz, Santa Paula e Alvorada. 
 
Bons tempos em uma Cotia onde a impressão que dava é de que todo mundo conhecia todo mundo. Esse registro é de uma época que presenciei, na época de minha infância e adolescência. 

Você lembra de algo legal, tem fotos do Carnaval em Cotia? Mande para nós!
 
Nos dias de hoje o Carnaval cotiano não existe. Não há nenhuma atividade, para alegria de muitos que não gostam da festa e do barulho, mas tristeza para outros que tem que buscar a folia em cidades da região.

Depois de ver o Carnaval antigo, veja as outras edições do Cotia Retrô, com fotos antigas da cidade clicando AQUI.

 

1986: Suvacão enfeitado e pronto para a matinê. O tema foi o Cometa Halley, que seria visto naquele ano
1986: Suvacão enfeitado e pronto para a matinê. O tema foi o Cometa Halley, que seria visto naquele ano
1985: Membros da Gresmac na Praça da Matriz
1985: Membros da Gresmac na Praça Joaquim Nunes
1985. Também na Praça Joaquim Nunes, a concentração
1985. Também na Praça Joaquim Nunes, a concentração. O Banco Mercantil ao fundo, onde hoje é uma galeria de lojas
1986: Ala das baianas desfilando em frente à Praça da Matriz e o Bazar Crys ao fundo
1986: Ala das baianas desfilando em frente à Praça da Matriz e o Bazar Crys ao fundo
1985. O cantor, compositor e letrista Corvão e seu Bloco do Jegue no centro de Cotia
1985. O cantor, compositor e letrista Corvão e seu Bloco do Jegue no centro de Cotia
1985. O Certinho foi um grupo de amigos/time de futebol/time de vôlei criado nos anos 60 e que agitou a cidade por muitos anos (em breve escreveremos sobre isso). Na foto. a pickup do Guidinho Fecchio no desfile de Carnaval.
1985. O Certinho foi um grupo de amigos/time de futebol/time de vôlei criado nos anos 60 e que agitou a cidade por muitos anos (em breve escreveremos sobre isso). Na foto, a pickup do Guidinho Fecchio no desfile de Carnaval. No volante o Dinho Balthasar.
1988: Na Praça da Matriz, foliões fazem a festa: Turma da Vila São Francisco, na frente, a primeira pessoa não sei quem é, logo vem Penha, Rosa, Zezé e sua irmã. Atrás do Zezé, seu irmão Véia.
1988: Na Praça da Matriz, foliões fazem a festa: Turma da Vila São Francisco, na frente, a primeira pessoa não sei quem é, logo vem Penha, Rosa, Zezé e sua irmã. Atrás do Zezé, seu irmão Véia.
1988. A Matinê sai do Suvacão rumo ao centro. Este ponto é no Km 33 da Raposo, em frente onde hoje é o Bodão Autopeças, perto do Terminal Metropolitano. Raposo ainda com pista simples, reparem no Alfa-Romeo, a Belina e Voyage azuis e o prédio da casa de ração ao lado
1988. A Matinê sai do Suvacão rumo ao centro. Este ponto é no Km 33 da Raposo, em frente onde hoje é o Bodão Autopeças, perto do Terminal Metropolitano. Raposo ainda com pista simples, reparem no Alfa-Romeo, a Belina e Voyage azuis e o prédio da casa de ração ao lado.
1983. Agito e muita alegria na matinê do Suvacão.
1983. Agito e muita alegria na matinê do Suvacão.
1985: Gresmac no Suvacão. Ao centro o ex-prefeito Ivo. Ao seu redor, vemos Mauro Pires (meio encoberto), Donizete, Nei, Argemiro, Luizinho Saracura, Professor Walter, Ângelo Prado e Reinaldo Cabeção, que foi roupeiro da Central Brasileira
1985: Gresmac no Suvacão. Ao centro o ex-prefeito Ivo. Ao seu redor, vemos Mauro Pires (meio encoberto), Donizete, Nei, Argemiro, Luizinho Saracura, Professor Walter, Ângelo Prado e Reinaldo Cabeção, que foi roupeiro da Central Brasileira
1984 e a saída da matinê do Suvacão, muito folião cansado
1984 e a saída da matinê do Suvacão, muito folião cansado
1985. Carnaval da noite do Suvacão. Reparem nos carros da época...Passatão, fuscas, Parati, Variant, e o caminhãozão Mercedes
1985. Carnaval da noite do Suvacão. Reparem nos carros da época…Passatão, fuscas, Parati, Variant, e o caminhãozão Mercedes
A foto enviada pelo Rodolfo Passos não tem o ano certo, mas é um grupo de homens que se vestia de mulher e saia para a gandaia do Carnaval. Aí é no Largo Padre Seixas, onde hoje tem o Auto Escola Fofão.
A foto enviada pelo Rodolfo Passos não tem o ano certo, mas é um grupo de homens que se vestia de mulher e saia para a gandaia do Carnaval. Aí é no Largo Padre Seixas, onde hoje tem o Auto Escola Fofão.
Anos 80 e o Toninho Rosa da Doceria Fantasias (4º) e o João Padre (1º), que trabalhava na prefeitura. Nos ajudem a lembrar o nome dos outros dois?
Anos 80 e o Toninho Rosa da Doceria Fantasias (4º) e o João Padre (1º), que trabalhava na prefeitura. Nos ajudem a lembrar o nome dos outros dois?
1988. Carnaval na Praça da Matriz com show dos Originais do Samba (bem no cantinho à direita)
1988. Carnaval na Praça da Matriz com show dos Originais do Samba (bem no cantinho à direita)
1968. Nosso registro mais antigo do Carnaval cotiano. Jornal O Pasquim, cortesia do Edson Rosa.
1968. Nosso registro mais antigo do Carnaval cotiano. Jornal O Pasquim, cortesia do Edson Rosa