Cidades da região devem ganhar órgãos de defesa ao Meio Ambiente

Ibiúna e São Roque, vizinhas de Cotia, também serão beneficiadas.

Criados em 2014 por Ato Normativo da Procuradoria de Justiça do Estado de São Paulo, os Núcleos Tietê/Sorocaba do Grupo de Atuação Regionalizada de Defesa do Meio Ambiente (Gaema) e da Rede de Atuação Protetiva do Meio Ambiente deverão ser instalados ainda neste primeiro semestre em Tietê, segundo informou o Jornal Cruzeiro do Sul.

Os órgãos têm entre suas atribuições encaminhar medidas judiciais; fiscalizar a execução de políticas públicas e abusos cometidos por particulares; instaurar, quando for o caso, representações, inquéritos civis e procedimentos preparatórios para a defesa e proteção dos bens e recursos ambientais.

A informação foi prestada na semana passada durante reunião no Salão de Vidro da Prefeitura de Sorocaba — que debateu o Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana de Sorocaba (PDUI) — pela integrante do Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental da Represa de Itupararanga (APA), Eleusa Maria da Silva.

A instalação do Gaema deverá reforçar as ações de prevenção e de combate aos desmandos ambientais.

Estão dentro da área de influência do grupo 26 cidades: Alumínio, Anhembi, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Bofete, Boituva, Botucatu, Cabreúva, Cerquilho, Conchas, Ibiúna, Itu, Laranjal Paulista, Mairinque, Piedade, Porangaba, Porto Feliz, Salto, Salto de Pirapora, São Roque, Sorocaba, Tatuí, Tietê, Torre de Pedra e Votorantim.

Em breve, o grupo deve divulgar os novos passos sobre a instalação do Gaema.

Do São Roque Notícias