Aventureiras rumam de Mossoró-RN até Cotia de Fusca. Nós acompanharemos esta viagem!

Já pensou em viajar 2.900 quilômetros a bordo de um fusquinha? Não? Acha uma loucura ou uma grande aventura?

Pois bem, a Sabrina e a Nadjhalinny prepararam esta aventura a bordo de um Fusca 1970, o “Herbie das Meninas”, acompanhadas de duas cachorrinhas de estimação.

Sabrina é de Cotia, mas estava morando em Mossoró, no Rio Grande do Norte. A família mora em solo cotiano e resolveu fazer a viagem com sua companheira e enfrentar a viagem que deve durar semanas.

Elas farão um diário de bordo e o Jornal Cotia Agora acompanhará esta grande aventura do Herbie, que passará por alguns estados do Brasil, recepcionado por pessoas apaixonadas por Fusca e carros antigos e que darão aquela força para a viagem.

Já na estrada

A aventura começou nesta terça-feira (2) e elas saíram de manhã rumo a Natal. A noite foi de encontro com o Natal Fusca Clube. Nesta quarta-feira (3) já pegaram a estrada seguindo para João Pessoa, na Paraíba. Fotos da viagem.

13682405_1260179577337660_545297562_o 13918555_1260179540670997_1009836280_o

13886454_1260387780650173_5774866016338436157_n

Para começar esta aventura, Sabrina conta uma pequena história de como começou a paixão pelo Herbie:

“Na verdade a história começa há muito tempo, quando decidi comprar um Fusca e o tão sonhado Fusca virou um pesadelo…compramos um ano 80 e ele estava judiado, precisando de uma boa funilaria e pintura… e foi assim que fizemos.

Depois de alguns orçamentos e indicações fizemos o serviço com um conhecido do bairro e começou o pesadelo.

O rapaz, além de fazer um péssimo serviço, colocou fogo nos bancos do Fusca ao dar curto na bateria, queimando toda a instalação dele.

Depois de alguns anos de frustração com esse Fusca, veio então novamente a esperança de andar nesse amado carro. Falando com meu pai, que mora em Cotia, ele me ofereceu um Fusca que era o mais próximo do que eu queria, um 1970 branco.

Mas, como andar no Fusca se ele estava em São Paulo e eu no Rio Grande do Norte?

Então, como eu trabalhava e não havia possibilidade de tirar longas férias, minha companheira Nadjhalinny foi com o tio dela, que é caminhoneiro, buscar o fusca em SP.

Quando ele chegou foi muita alegria, um sonho. Ele era lindo, aliás, é lindo e começamos os preparativos para esta longa jornada.

Vamos contando o diário de bordo…aguardem…….”